Arquitetura e Urbanismo


Período

Diurno / Noturno.

Autorização

Resolução Consun nº 15/96 publicada em 26/09/96.

Conceito do MEC

Muito Bom.

Reconhecimento

Portaria nº 1.394/10 publicada em 13/09/10 Renovada pela Portaria nº 286/12 publicada em 27/12/12.

Conceito Muito Bom do MEC - Projetos de interesse social.


O arquiteto é o profissional que alia a sensibilidade e o conhecimento artístico visando entender a natureza e os ambientes, para projetar habitações e edificações de todo tipo, que proporcionem conforto e funcionalidade.

O urbanista, formação integrada à arquitetura, expande esses conceitos para o meio ambiente das cidades, no traçado das vias e funcionalidades dos equipamentos. Orienta o seu crescimento, sugere leis e soluções urbanísticas.

Sua forma de expressão é através de plantas e desenhos, seja em um simples croqui até uma sofisticada representação gráfica dos espaços, proporcionando aproveitamento harmonioso dos ambientes.

Para isso, utiliza de forma intensa a computação gráfica, como meio de produzir e apresentar suas criações.

Para o desenvolvimento de suas habilidades e competências, o aluno realiza inúmeros projetos e atividades práticas e sistemáticas em escritórios, lojas, obras, empresas etc., sempre com o acompanhamento de professores, que também promovem e organizam visitas a exposições e mostras de arquitetura, urbanismo, arquitetura de interiores e de artes, como a Mostra Santos Arquidecor, eventos em que universitários, empresários e comunidade apresentam projetos inovadores na área.

Para uma visão social de sua atividade, o aluno pode frequentar o Escritório Modelo, onde são elaborados projetos de caráter social, escolas, creches, hospitais, clínicas terapêuticas etc., orientado pelo corpo docente altamente qualificado. Pode também acompanhar a construção e interagir com a comunidade que é beneficiada.

O arquiteto deve conhecer a legislação e normas técnicas para que a construção atenda às exigências legais. Aprende também a estimar os custos e a controlar a execução do trabalho planejado.

A Faculdade mantém parcerias com a Fundação Arquivo e Memória de Santos, a Diretoria da Fundação Pinacoteca Benedicto Calixto de Santos e a Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Município de Santos.

Conheça algumas das vantagens de ser aluno da Universidade Santa Cecília (Unisanta)
http://unisanta.br/VidaAcademica/Beneficios



O Curso dispõe de Laboratório de Conforto Ambiental, em parceria com a Philips do Brasil. Nele, são desenvolvidas pesquisas de iluminação natural e artificial, acústica, conforto térmico e ventilação. Os alunos dispõem também de laboratórios de maquetes, ateliê, construção, informática aplicada à arquitetura, entre outros..

Os acadêmicos têm recebido prêmios em concursos nacionais, como o Geniuz, e incluídos em seleções para a Bienal Internacional de Urbanismo de Buenos Aires, a Bienal Internacional de Arquitetura e Design de São Paulo e o Congresso Brasileiro de Arquitetos, entre outros.

Campo de atuação

Além do Projeto de Edificações, o arquiteto pode atuar em Urbanismo, Planejamento, Paisagismo, Arquitetura de Interiores, Comunicação Visual, Sinalização, Desenho Industrial e Design. Atuação em perícias, especificação de materiais e áreas de conforto, como iluminação, conforto térmico e acústico, ergonomia, atuando como integrador em projetos de automação residencial.

Matriz Curricular


1º semestre

Estética e História da Arte I
Sistemas Estruturais I
História e Teoria da Arquitetura I
Desenho Geométrico I
Expressão e Representação Gráfica I
Desenho do Objeto I
Tecnologia da Construção I
Desenho Arquitetônico
Projeto Arquitetônico I
Atividades de Campo Monitoradas

2º semestre

Atividades de Campo Monitoradas
Estética e História da Arte II
Sistemas Estruturais II
História e Teoria da Arquitetura II
Desenho Geométrico II
Expressão e Representação Gráfica II
Desenho do Objeto II
Tecnologia da Construção II
Topografia
Projeto Arquitetônico II

3º semestre

Estética e História da Arte III
Sistemas Estruturais III
História e Teoria da Arquitetura III
Expressão e Representação Gráfica III
Desenho do Objeto III - Maquete
Informática aplicada à Arquitetura I
Projeto Arquitetônico III
Projeto Urbanístico I
Atividades de Campo Monitoradas

4º semestre

Projeto de Paisagismo I
Atividades de Campo Monitoradas
Sistemas Estruturais IV
Conforto Ambiental I
Informática Aplicada à Arquitetura II
Projeto Arquitetônico IV
Ecologia
História e Teoria do Urbanismo I
Projeto Urbanístico II

5º semestre

Sistemas Estruturais V
Tecnologia da Construção V – Hidráulica
Projeto Urbanístico III
Projeto Arquitetônico V
História e Teoria do Urbanismo II
Planejamento Urbano I
Atividades de Campo Monitoradas
Conforto Ambiental II
Projeto de Paisagismo II

6º semestre

Atividades de Campo Monitoradas
Expressão e Representação Gráfica IV
Sistemas Estruturais VI
Tecnologia da Construção VI – Elétrica
Projeto Urbanístico IV
Projeto Arquitetônico VI
História e Teoria do Urbanismo III
Planejamento Urbano II

7º semestre

História e Teoria do Urbanismo IV
Planejamento Urbano III
Expressão e Representação Gráfica V
Projeto Arquitetônico VII
Projeto Urbanístico V
Atividades de Campo Monitoradas


8º semestre

Atividades de Campo Monitoradas
Planejamento Urbano IV
Psicologia
Projeto Arquitetônico VIII
Projeto Urbanístico VI
Técnicas Retrospectivas
Tópicos especiais


9º semestre

Produção no Atelier
Metodologia da Pesquisa Científica I
Atividades de Campo Monitoradas
TFG – Desenvolvimento
Laboratório de Informática

DISCIPLINA OPTATIVA
Libras

10º semestre

Produção no Atelier
Atividades de Campo Monitoradas
TFG – Desenvolvimento
Laboratório de Informática
Metodologia da Pesquisa Científica II

Critérios de Avaliação

A avaliação do aproveitamento escolar é regulamentada pelo Capítulo VI do Regimento Geral da Unisanta, sendo medida através de avaliações parciais semestrais, expressando-se o resultado em notas que variam de zero a dez, atribuídas em pontos e meios pontos.

A avaliação do rendimento escolar será feita por disciplina, conforme as atividades curriculares desenvolvidas, abrangendo os aspectos de freqüência e aproveitamento, eliminatórios por si mesmo, sob a responsabilidade do respectivo docente.

São consideradas atividades curriculares as preleções, pesquisas, exercícios, argüições, trabalhos práticos, seminários, estudos do meio, estágios, provas escritas e orais previstas nos respectivos planos de ensino.

Será considerado aprovado em cada disciplina o aluno que houver freqüentado no mínimo a 75% dos trabalhos acadêmicos previstos e obtido média aritmética igual ou superior 5 (cinco) entre a nota resultante das avaliações parciais e o exame final.

Será dispensado do exame final o aluno que, tendo cumprido a exigência da freqüência mínima e tenha obtido média igual ou superior a 7 (sete) como resultante das avaliações parciais..

Direção do curso

Eng. Antonio de Salles Penteado.

Coordenação do curso

Prof. Ms. Nelson Gonçalves de Lima Júnior.

Telefone

(13) 3202-7119.